Você está aqui : Home > Cruzeiros > Antártida > Antes e depois da Antártida
ANTES E DEPOIS DA ANTÁRTIDA
Cruzeiros Patagonia turnê do fim do mundo e do continente branco
19 dias - 18 noites
Ushuaia - City Tour
Recepção e traslado do Aeroporto de Ushuaia ao Hotel. Dedicaremos a manhã para conhecer a cidade, visitando o legendário e antigo Presídio de Reincidentes que impacta por sua arquitetura carcerária e pela dura história do extremo sul do continente americano. Visitaremos o porto, o Passeio do Centenário (ponto panorâmico ideal), a Casa Bebán comprada na Suécia e construída em 1911.
Parque Nacional da Terra do Fogo - Trem do Fim do Mundo
Café da manha no Hotel.Viajaremos com o Trem do Fim do Mundo, da Estação Central até a Estação do Parque Nacional da Terra do Fogo. O Ferrocarril Austral Fueguino atrai não só pela sua elegância e estilo, mas também por evocar a história das origens de Ushuaia, relacionada com o velho presídio e o com o trem dos presidiários. O trajeto corre ao longo do Río Pipo que atravessaremos pelo Puente Quemado e depois de uma curva subiremos a maior pedente até a primeira parada: La Macarena.

Uma segunda parada nos mostra os restos da velha serraria. Depois o trem abandona o rio e rodeia um grande "Turbal", até que finalmente uma ampla curva nos introduz em um bosque de "cohiues" e "lengas". Deste ponto continuaremos nossa viagem ao Parque Nacional da Terra do Fogo, onde observaremos a cascata do rio Pipo, a Bahía Ensenada, o lago Roca, a lagoa Negra e finalmente a Bahía Lapataia.
Saída desde a cidade de Ushuaia, na Terra do Fogo, Argentina
Embarcaremos à tarde, conheceremos a equipe da expedição. Começaremos nossa viagem até a Antártida, navegando pelo famoso Canal Beagle, atravessando a passagem Mackinlay.


Cruzando a Passagem Drake
A passagem recebe o nome do explorador Frances Drake, quem o navegou em 1578. A Passagem Drake é marco da Convergência Antártida, um limite natural de separação das geladas águas polares que se submergem abaixo das águas mais quentes do norte.

Isso gera uma importante quantidade de nutrientes, que Server para sustentar a biodiversidade desta região antártica. A Passagem Drake também é o limite norte de muitas aves marinhas antárticas, como o Albatroz, companheiro durante nossa viagem à Antártida.

Com o aparecimento dos primeiros icebergs e montanhas nevadas, nos aproximaremos às Ilhas Shetland do Sul. Trata-se de um arquipélago com 20 ilhas e ilhotas descobertas no começo do século XIX pelo Capitão William Smith à frente de sua embarcação Williams. Se as condições climáticas são favoráveis na Passagem Drake, no terceiro dia poderemos fazer nosso primeiro desembarque para ver de perto pingüins e focas.



Descobrindo as Ilhas Shetland do Sul e a Península Antártida
Nesses dias visitaremos as Ilhas Shetland do Sul que se encontram repletas de vida silvestre. Desde colônias de pingüins até praias dominadas por lobos marinhos antárticos e elefantes marinhos do sul, navegaremos pela estreita passagem até a caldeira inundada da Ilha Decepción, para nos submergirmos nas águas temperadas da Cova Péndulo, em um espetáculo sem precedentes.

A Ilha Rey Jorge é a maior das Ilhas Shetland do Sul e está repleta de colônias de pingüins Adelia e de barbijos, gaivotas cozinheiras, cormorões imperiais, pequenas gaivotas antárticas e de petréis gigantes do sul. Na Ilha estão instaladas bases científicas de diferentes países. Por outro lado, na Ilha Livingston, encontraremos pingüins de barbijos, pingüins de frente dourada, pingüins papúa e elefantes marinhos.

Descobriremos a Península Antártida, explorando sua enigmática paisagem, formada por um deserto prisco de neve, gelo, montanhas e cursos d’ água, junto à abundante vida silvestre. Não apenas veremos pingüins e aves marinhas, mas também poderemos observar as focas cangrejeiras de Weddell e também baleias corcundas e orcas.

Se as condições do gelo permitirem, navegaremos por alguns dos mais lindos canais: o Estreito de Gerlache, o Canal Neumayer e o Canal Lemaire são estreitas passagens escondidas entre rochas e geleiras espetaculares.

Entre as excursões, poderemos conhecer a Baía Paraíso, que faz jus ao seu nome. Depois de romper as águas cobertas de icebergs do Estreito Antarctic, iremos conhecer as ativas colônias de pingüins Adelia, uma das maiores colônias da Antártica, com mais de 100.000 crias e colônias de cormorões imperiais na Ilha Paulet.

Em 1903 a expedição de Nordenskjöld construiu na Ilha Paulet um refúgio de pedra; ruínas que hoje são habitadas pelos ninhos dos pingüins. Também poderemos visitar as Ilhas Melchior, Ilha Cuverville, Punta Portal, Neko Harbour, Ilha Pléneau e, se as condições nos permitirem, iremos para a Ilha Petermann para visitar a colônia mais austral de pingüins papúa.

Cruzando a Passagem Drake
Estamos nos últimos dias de nossa viagem para a Antártida, já regressando; nos despediremos da Península Antártida e nos dirigiremos em direção norte, com o objetivo de cruzar a Passagem Drake, para chegar à cidade de Ushuaia, na Terra do Fogo. Serão dadas as últimas conferências e na cobertura se poderão observar aves marinhas e baleias.

Cegada ao porto de Ushuaia
Chegaremos a Ushuaia pela manhã bem cedo; depois de tomar café-da-manhã, desembarcaremos finalizando nosso fantástico cruzeiro pela Antártida.
Lago Fagnano & Escondido
Café da manha no Hotel. A paisagem vai mudando da árida estepe patagônica à profusão de bosques de "lengas" e "nires", transformando-se numa área de transição. Veremos o jovem povoado de Tolhuin, erguido no meio do bosque, quase às margens do lago Fagnano e com o encanto próprio dos lugares pequenos, com casas baixas de madeira e ruas que se perdem em continuos montes. Depois o caminho começa a descer fazendo aparecer o lago Fagnano em todo o seu esplendor. Pouco a pouco começamos a subida aos Andes. Os bosques tornam-se vastos e as montanhas que formam o cordão fueguino da Cordilheira dos Andes aparece, honrando seu nome: O Lago Escondido.
Ushuaia - Porto Natales
Café da manha no Hotel. Saída para Porto Natales.
Porto Natales - Parque Nacional Torres del Paine
Café da manhã no Hotel. Sairemos do hotel de manhã bem cedo, começando com uma visita à Cova do Milodón, acidente natural que se abre sobre a ladeira ocidental Cerro Benítez e que, em seu interior, conta com uma réplica do Milodón, um mamífero extinguido há 5.000 anos. Depois, visitaremos o Parque Nacional Torres del Paine, uma obra da natureza.
Puerto Natales - El Calafate
Café da manhã no Hotel. Saída de Calafate a Puerto Natales.

Geleira Perito Moreno & Navegação pelo Canal dos Témpanos
Café da manha no Hotel. Excursao dia completo ao Geleira Perito Moreno. Visitaremos uma das maravilhas naturais mais impressionantes do mundo: o Geleirar Perito Moreno, declarado Patrimônio da Humanidade. É característica a ruptura de suas paredes frontais devido à pressão da água dos canais laterais. Percorreremos seus mirantes da península de Magalhães. Após isso nos embarcaremos no braço Sul do Lago Argentino, para navegar pelo Canal dos Têmpanos até a frente da Geleira Perito Moreno e ver seus típicos desprendimentos.

Navegação pelo Lago Argentino
Café da manha no Hotel. Nos dirigiremos a Punta Bandera para começar nossa navegação pelo lago Argentino. Teremos acesso ao braço norte do lago, observando como flutua o gelo à deriva, dirigindo-nos ao Glaciar Upsala. Depois voltaremos pelo braço Upsala, rumo à Bahía Onelli onde desembarcaremos. Atravessando um caminho de bosques, chegaremos a um dos pontos panorâmicos mais belos do percurso: a confluência das geleiras Onelli, Agassiz e Bolado. Depois voltaremos ao barco para percorrer o braço do Glaciar Spegazzini. No regresso pelo braço norte pode-se ver a Boca do Diabo.

El Calafate - Buenos Aires
Café da manha no Hotel. Traslado para o Aeroporto Calafate. Recepção e traslado do Aeroporto Jorge Newbery, em Buenos Aires.

Mapa de rota